Sim, a vida escreve em toda parte aquilo que pensamos.
O caderno em branco chama-se Tempo.
E nós somos autores de todos os capítulos que se desenrolam por fatos vivos, no livro da eternidade.
Aqui, a tragédia assombra.
Ali, o drama chora.
Além, a comédia ri.
Adiante, o poema enleva.
Anota, desse modo, aquilo que desejas, de vez que a vida expressa tudo quanto queremos.
Contadora divina, soma os atos, subtrai influências, multiplica valores, divide compromissos e dá-nos a equação de tudo quanto é hoje, a fim de que saibamos o que seja destino, para nós amanhã.

Do livro "A Vida Escreve"
Psicografia de Waldo Vieira